Este é um doce conventual, com origem no séc. XVII e que integra o receituário do Convento feminino de Freiras da Ordem de Santa Clara, em Trancoso, que existiu desde o ano de 1537 até 1894, com o falecimento da sua última religiosa.

A receita desta iguaria, consiste num doce de massa tenra, em forma de sardinha, recheado de amêndoas, ovos, açúcar e canela e com cobertura de chocolate. O ligeiro travo da especiaria, que sobressai no doce, confere-lhe um toque final requintado e uma distinta elegância e torna-o verdadeiramente sublime.

Ingredientes:

Para o recheio

  • 1 pitada de canela
  • 200 g de açúcar
  • 5 gemas batidas
  • 60 g de amêndoas, peladas e moídas
  • água q.b. p/ cobrir o açúcar

Para a massa

  • 1 pitada de sal
  • 2 ovos + 1 ovo batido p/ selar
  • 250 g de farinha
  • 5 colheres (sopa) de azeite quente
  • 50 ml de água morna

Para a cobertura de chocolate

  • 100 g de chocolate para culinária
  • 1 pitada de canela
  • 40 g de margarina
  • 50 g de açúcar
  • açúcar p/ polvilhar

Modo de Preparação:

Comece por preparar o recheio, levando ao lume o açúcar coberto de água. Deixe ferver cerca de 3 minutos, até atingir o ponto de pérola (forma-se uma bola na extremidade do fio que escorre da colher).

Adicione as amêndoas e deixe cozinhar um pouco, mexendo sempre.

Retire do calor, deixe arrefecer ligeiramente e incorpore as gemas batidas, mexendo bem.

Leve de novo ao lume e, mantendo uma temperatura branda, deixe o doce apurar até fazer estrada (ao passar a colher, vê-se o fundo da panela).

Deite o preparado numa tigela, tapado com um pano, e deixe repousar durante umas horas.

Para a massa, misture bem a farinha e o azeite, trabalhando até obter uma massa homogénea e seca.

Adicione 2 ovos, um de cada vez, envolvendo-os bem.

Coloque a massa sobre uma superfície de trabalho e acrescente pequenas quantidades de água morna, temperada com a pitada de sal.

Amasse muito bem até obter um preparado macio e moldável.

Estenda a massa com um rolo, sobre uma superfície lisa e enfarinhada, de modo a ficar com uma espessura fina, e corte-a e retângulos estreitos.

Coloque um pouco de recheio no centro de metade dos retângulos, distribuindo-o no sentido do comprimento.

Barre as bordas com 1 ovo batido e cubra com outro retângulo de massa. Pressione um pouco em volta para selar.

Com uma carretilha, corte os bordos da massa no sentido do comprimento, mas sem chegar ao fim, dando ao doce o formato de sardinhas. A área com o recheio será o corpo da sardinha e o rabo será feito com a sobra da massa que não foi cortada. Para finalizar corte o rabo da sardinha em “v”, usando uma faca.

Frite as sardinhas em óleo quente e deixe a gordura escorrer sobre papel absorvente.

Para a cobertura, leve ao lume o chocolate com a margarina, o açúcar e a canela. Deixe derreter até formar uma calda.

Passe as sardinhas fritas pela cobertura de chocolate e polvilhe com açúcar.

Fonte: Câmara Municipal de Trancoso

Sardinhas Doces de Trancoso
0.00(0 votes)

Publicado Por Pratos da Região

Comentário (0)

Deixe Um Comentário