Dom Rodrigo é um doce tradicional da região do Algarve, com origem no receituário do Convento das Bernardas ou Piedade, que existiu na cidade de Tavira, mandado construir em 1509, pelo Rei D. Manuel I e que posteriormente, pertenceu à Ordem de Cister, tendo sido único o monumento da mesma Ordem no Algarve, até à sua extinção, no ano de 1862.

Conta-se que o Doce Dom Rodrigo, poderá ter ido buscar o seu nome a um eclesiástico Tavirense do Século XIV, com o mesmo nome, que pertencera a uma família abastada da cidade, sendo que, com vontade de saborear algo de novo, efectuou um pedido à sua cozinheira, que após várias misturas de iguarias, considerou ter descoberto algo digno do paladar do seu sacerdote. Posteriormente, embrulhou-o e apresentou um Dom Rodrigo muito similar ao que conhecemos presentemente, envolvido em papel metalizado colorido e em forma de pirâmide tosca.

Ingredientes

Fios de ovos (bem húmidos) 300g

Açúcar 250g

Gemas de ovo 5

Modo de Preparação:

1. Pelam-se e moem-se as amêndoas. Deita-se o açúcar num tacho e junta-se 1,5dl de água. Leva-se ao lume e deixa-se ferver durante cinco minutos. Adiciona-se a amêndoa, mexe-se e deixa-se ferver mais três minutos. Retira-se do lume e deixa-se arrefecer.

2. Juntam-se as gemas, mexe-se e leva-se de novo ao lume, sempre mexendo até começar a ferver. Retira-se do lume e deixa-se arrefecer completamente.

3. Corta-se o papel prateado em 20 quadrados com cerca de 18 cm de lado e coloca-se em cima de uma mesa.

4. Coloca-se um montinho de fios de ovos em cima de cada quadrado. Faz-se uma cavidade e enche-se com a mistura de ovos e amêndoa. Polvilha-se com canela. Fecha-se a cavidade aconchegando os fios de ovos de modo a que fiquem como uma bola.

5. Unem-se as pontas do papel e apertam-se de modo a que o recheio fique bem embrulhado.

Fonte: Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Dom Rodrigo
0.00(0 votes)

Publicado Por Pratos da Região

Comentário (0)

Deixe Um Comentário