As areias, são talvez, o doce mais conhecido e emblemático de Cascais, existindo como, tal, diversas receitas. Estes bolinhos, foram referenciados pela primeira vez, por Alberto Pimentel, em Cascais ( In Sem passar a fronteira), como sendo uma das especialidades da Antiga Casa Faz -Tudo, que existiu na vila de Cascais, no início do Século XX. No entanto, a receita desta e de outras “guloseimas” mencionadas pelo autor, não é descrita na mesma obra.

Posteriormente, a receita, foi publicada em outras obras, mais concretamente, nos anos 30 do Século XX, na obra “Cozinha Ideal”, de Manuel Ferreira, nos anos quarenta, em “O Livro de Pantagruel”, de Bertha Rosa Limpo, no anos sessenta, na “ Grande Enciclopédia da Cozinha”, de Maria de Lourdes Modesto e na década de 80, na “Cozinha Tradicional Portuguesa”, obra da mesma autora. Igualmente, Virgílio Nogueira Gomes se interessou por esta iguaria e incluiu a sua história e uma receita no livro “Doces da Nossa Vida”, obra de 2015.

 

Ingredientes:

 

190g de açucar

190 g de manteiga

90 g de banha

Raspa de Limão

550 g de farinha de trigo

250 g de açuçar para polvilhar

 

Modo de Preparação:

 

Trabalhe o açucar com a manteiga, a banha e a raspa de limão.

Junte a farinha.

Reserve durante uma hora.

Se necessário, acrescente umas gotas de água.

Coloque as bolinhas num tabuleiro untado com a manteiga e leve ao forno, a 230ª, cerca de 15 minutos.

Devem ficar claras.

Depois de retirá-las do forno, passe-as por açucar.

 

Fonte: livro: Receitas de Reis e Pescadores, uma publicação da Câmara Municipal de Cascais).

Areias de Cascais
0.00(0 votes)

Publicado Por Pratos da Região

Comentário (0)

Deixe Um Comentário